Não comam meus primos.

Aliás, vocês deveriam parar de comer qualquer coisa que não fosse bovina, ovina ou suína.

Não estamos preocupados se é normal (e alguns julgam, cultural) comer gatos, cachorros ou qualquer coisa que se mecher, no Sul da China. MAS PAREM DE COMER-NOS. Não sou uma gata agressiva, mas fico inconsolável em ver meus primos serem espancados/queimados/sufocados/afogados até a morte e depois virarem condimentos de sopa.

Gatos e cachorros são tidos como “animais de estimação”. Animais que foram culturalmente inseridos como companheiros dos humanos na sociedade, e, havendo animais muito mais nutritivos e criados para esse fim (como o gado de corte), pra quê catar os gatos da rua, queimar suas cabeças com um maçarico e depois vender na sopa como iguaria regional?

O que me arrepia os pêlos é saber que oque eles alegam é que “o sofrimento melhora o sabor”. Ou seja, fora o detalhe de serem espancados, queimados, sufocados ou afogados, isso não é em toda a sua maioria o que causa sua morte. Eles ainda são fervidos vivos até que de fato, morram conzinhados.

Enquanto gata, causa-me repulsa imaginar que estas pessoas são capazes de comer meus primos asiáticos, mas o que me choca mais é saber que antes disto, eles são torturados de todas as formas mais desumanas possíveis e inimagináveis também.

Amiguinhos, a foto possui pedaços de gato sim, privei o blog de fotos mais impactantes, porém vocês podem vê-las aqui; okduko – Gatos fervidos vivos na China

E ainda, uma reportagem com números chocantes; Terra – Chineses comem 10 mil gatos por dia

Defino esses fatos com duas palavras; lamentavelmente hediondo.

Gata Preta